A refinaria e o otimismo do passado (1º de Abril de 2006)

23/06/2016

Gilciano Menezes Costa

Fonte: Jornal do Brasil (2006)

Matéria publicada pelo Jornal do Brasil, no dia 01 de abril de 2006, apresentando a dimensão do investimento da Petrobras com a construção do COMPERJ e os possíveis benefícios para Itaboraí e região. 

O tempo passou e as expectativas não corresponderam com a presente realidade. O mau gerenciamento da verba pelo Governo Federal e o desastroso uso da arrecadação pelo Poder Público Estadual e, principalmente, pelo municipal, somado a uma crise econômica internacional que atingiu o Brasil, mais a crise política em curso, representam os principais motivos para que esse otimismo não tenha se tornado realidade.

Dentro de uma cultura que considera o 1º de abril como dia da mentira, o conteúdo dessa matéria, lido nos dias atuais, se encaixa perfeitamente, infelizmente!!!

_____________________
Fonte: Jornal do Brasil, Sábado, 1º de abril de 2006
_____________________

Gilciano Menezes Costa é Doutorando em História Social da Cultura na UFF. Professor de História e Filosofia na Rede Estadual em Itaboraí e Professor de História na Rede municipal de Magé. É autor da Dissertação de Mestrado (UFF) intitulada "A escravidão em Itaboraí: Uma vivência às margens do Rio Macacu (1833-1875)". Disponível em: https://docs.wixstatic.com/ugd/5ada89_277b353622e44d018f55ecdb12aa561a.pdf